Comissão de Assuntos Sociais debate a medicina especializada no SUS

06/11/2018, 18h56

A importância da medicina especializada no SUS foi tema de debate em audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A chamada medicina de precisão permite que a abordagem de tratamento específico seja aplicada para cada paciente e para cada doença. Ela abrange o uso de biomarcadores para detectar traços genéticos específicos e orientar diversas abordagens na prevenção e no tratamento de doenças como as hereditárias, oncológicas e infecciosas. Uma pesquisa de 2015 da revista científica Nature afirmou que 75% dos remédios receitados para o tratamento do câncer, por exemplo, não fazem efeito. Os representantes que debateram o assunto insistiram na necessidade da adoção da medicina especializada como forma eficaz de prevenir e tratar doenças.

Saiba mais na reportagem de Maria Ferreira, da Rádio Senado.



Opções: Download