CMO debate paralisação de obras com irregularidades

23/11/2018, 09h40

A Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) debateu nesta quinta-feira (22) a paralisação de 10 obras que receberam recursos federais por apresentarem indícios de irregularidades graves. A paralisação foi recomendada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Entre os principais problemas identificados pelo TCU estão falhas nos projetos básico e executivo e sobrepreço na execução das obras. Entre as obras com irregularidades estão a modernização da BR-040 entre Juiz de Fora (MG) e o Rio de Janeiro, em trecho da BR-290 no Rio Grande do Sul, dois trechos do Rodoanel Norte, na cidade de São Paulo, e na Ferrovia Transnordestina, que já consumiu R$ 11 bilhões sem perspectiva para sua conclusão. Um comitê da CMO analisa as condições para que as obras possam sanar as irregularidades e continuar recebendo recursos da União. As informações na reportagem de Maurício de Santi, da Rádio Senado.



Opções: Download