Povo Krahô-Kanela pede agilidade na demarcação de terras indígenas em Tocantins

11/07/2018, 11h31 - ATUALIZADO EM 11/07/2018, 16h45

Durante reunião na Comissão de Direitos Humanos (CDH) na segunda-feira (9), a tribo Krahô-Kanela pediu agilidade na conclusão da demarcação de suas terras em Tocantins. O pedido é para que o território passe a ter 33 mil hectares. Os indígenas alegam que o agronegócio local vem danificando a terra para plantio e que a água está sendo utilizada de forma incorreta. A CDH deve promover novas articulações na tentativa de agilizar o processo de demarcação. Mais detalhes na reportagem de Laísa Lopes, da Rádio Senado.



Opções: Download