Ministro da Saúde aponta avanços na atenção básica e senadores cobram melhorias no atendimento

07/03/2018, 15h51 - ATUALIZADO EM 07/03/2018, 15h56

Em audiência na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, registrou avanços na atenção básica, com a formação de agentes de saúde e a queda nos casos de dengue e zica vírus. Também ressaltou esforços para a modernização da pasta e o aumento na fiscalização dos gastos. Segundo Barros, as negociações com os laboratórios permitiram uma economia de R$ 3,5 bilhões na compra de medicamentos em 2017. O ministro também criticou o impacto das decisões da justiça para a compra de medicamentos não cobertos pelo SUS. Os senadores elogiaram o ministro, mas cobraram melhorias no atendimento à população, principalmente aos pacientes com doenças renais, câncer ou doenças raras. O senador Wademir Moka (PMDB–MS) lamentou as dificuldades no diagnóstico e na distribuição de medicamentos para os doentes graves. A reportagem é de George Cardim. Ouça o áudio da Rádio Senado.



Opções: Download