MP que permite a privatização da Eletrobrás será analisada pelo Congresso

09/01/2018, 15h17 - ATUALIZADO EM 09/01/2018, 15h18

Após o recesso parlamentar, o Congresso Nacional vai analisar a Medida Provisória 814/2017, que abre caminho para a privatização da Eletrobras. O texto retira do Programa Nacional de Desestatização a Eletrobras e suas subsidiárias, incluindo a Companhia Hidrelétrica do São Francisco. A MP também adia para o exercício de 2018 o prazo para o pagamento da dívida de R$ 3,5 bilhões entre a União e a Eletrobras por despesas com o abastecimento de parte da região Norte. Para o senador José Agripino (DEM-RN), o Brasil precisa de recursos e a privatização vai ao encontro do que tem sido feito no cenário internacional. Já a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) acredita que a venda da estatal vai gerar um aumento nas tarifas de energia e que não deveria ser feita de forma apressada. Acompanhe a reportagem de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download