Projeto que prevê reajustes em planos de saúde de idosos é criticado em Plenário

14/11/2017, 07h41

Está em discussão na Câmara dos Deputados, em regime de urgência, um novo marco regulatório para os planos de saúde. Um dos pontos em análise permite aos planos reajustar, a cada cinco anos, as mensalidades das pessoas acima de 60 anos. Senadores ocuparam a tribuna do Plenário para criticar essa proposta. Para Reguffe (sem partido-DF), a medida vai fazer com que os custos aumentem até a pessoa completar 80 anos. Para Roberto Muniz (PP-BA), “a longevidade é uma realidade que terá que ser enfrentada e é óbvio que as pessoas terão que enfrentar doenças que vêm principalmente na terceira idade”. O texto também reduz o valor das multas aplicadas aos planos de saúde. A votação do relatório do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) está marcada para 29 de novembro na Comissão Especial que debate a proposta. A reportagem é de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
16h44 Fundo de infraestrutura: Plenário iniciou há pouco a discussão do PLV 32/2017, decorrente da MP 786/2017, que trata da participação da União em fundo de apoio à estruturação e ao desenvolvimento de projetos de concessões e parcerias público-privadas.
16h42 Combustível para aviação: Por falta de quórum, foi adiada a votação do PRS 55/2015, que fixa alíquota máxima para cobrança do ICMS incidente nas operações internas com combustível de aviação.
15h41 Combustível para aviação: Senadores iniciam Ordem do Dia desta quarta com discussão da proposta (PRS 55/2015) que fixa alíquota máxima para cobrança do ICMS incidente nas operações internas com combustível de aviação.
Ver todas ›