Mudanças aprovadas pelo Senado evitam 'estatização' do Uber, avalia Pedro Chaves

01/11/2017, 09h28 - ATUALIZADO EM 01/11/2017, 13h11

O senador Pedro Chaves (PSC-MS) comentou, em entrevista nesta quarta-feira (1º) à Rádio Senado, o resultado da votação do projeto (PLC 28/2017) que regulamenta os serviços de transporte que usam aplicativos de smartphone, como o Uber. Por 46 votos a 10, os senadores retiraram do projeto três exigências que faziam parte do texto aprovado pelos deputados: o uso de placas vermelhas pelos carros do transporte privado, o motorista teria que ser o proprietário do veículo, e autorização da prefeitura para o funcionamento do serviço. Pedro Chaves afirmou que o projeto aprovado pelo Senado, e que agora volta para a Câmara, evita a "estatização" do Uber. Para ele, a população teria prejuízo se fossem mantidas as exigências aos aplicativos. "Diminuiria a oferta e os preços [das viagens] tenderiam a subir", disse. Ouça a entrevista ao jornalista Adriano Faria:



Opções: Download


MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
PSC Senador Pedro Chaves Uber