MP que concede isenção às petroleiras é criticada na COP 23

17/11/2017, 07h03 - ATUALIZADO EM 20/11/2017, 07h45

Em mais um dia de agenda na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 23), parlamentares brasileiros realizaram o primeiro encontro oficial do Congresso Nacional em um evento mundial como esse. A delegação parlamentar do Brasil também acompanhou os discursos do presidente da França, Emmanuel Macron, e da chanceler alemã, Angela Merkel. A edição da MP 795/2017, pelo presidente Michel Temer, foi criticada por convidados do evento e rendeu ao Brasil o título de “Fóssil do Dia”, por conceder isenção fiscal à exploração de petróleo e gás. Direto de Bonn, na Alemanha, a repórter Paula Groba, da Rádio Senado, tem os detalhes.



Opções: Download