Eunício Oliveira quer que imposto sobre jogos de azar vá para saúde e segurança

13/11/2017, 20h58 - ATUALIZADO EM 13/11/2017, 21h04

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, afirmou nesta segunda-feira (13) que uma das condições para ele colocar em pauta o projeto que legaliza os jogos de azar é que a arrecadação tributária sobre o setor seja vinculada aos setores de saúde e segurança. O PLS 186/2014, do senador Ciro Nogueira (PP-PI), prevê a tributação de 10% da receita bruta de estabelecimentos físicos que exploram os jogos de azar e 15% sobre jogos online. A reportagem é de Marcella Cunha, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
16h44 Parcerias Público-Privadas: Plenário iniciou há pouco a discussão do PLV 32/2017, decorrente da MP 786/2017, que trata da participação da União em fundo de apoio à estruturação e ao desenvolvimento de projetos de concessões e parcerias público-privadas.
16h42 Combustível para aviação: Por falta de quórum, foi adiada a votação do PRS 55/2015, que fixa alíquota máxima para cobrança do ICMS incidente nas operações internas com combustível de aviação.
15h41 Combustível para aviação: Senadores iniciam Ordem do Dia desta quarta com discussão da proposta (PRS 55/2015) que fixa alíquota máxima para cobrança do ICMS incidente nas operações internas com combustível de aviação.
Ver todas ›