Após liminar do STF, Paim defende que votação do caso Aécio seja mantida para esta terça

17/10/2017, 09h51 - ATUALIZADO EM 17/10/2017, 15h19

A votação do Senado sobre as medidas cautelares aplicadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) deverá ser aberta e nominal. Foi o que determinou nesta terça-feira (17) o ministro do STF Alexandre de Moraes, que concedeu liminar em atendimento a um mandado de segurança impetrado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). A votação está marcada para esta terça-feira, e os senadores vão decidir se autorizam o afastamento de Aécio do mandato e se ele deve ser obrigado a ficar em casa durante a noite. Em entrevista à Rádio Senado, o senador Paulo Paim (PT-RS) disse que a decisão do ministro do STF não poderia ser outra, diante do precedente de votação aberta e nominal em um caso semelhante, o do ex-senador Delcídio do Amaral, em novembro de 2015. Para Paim, a votação no Plenário deve ser mantida para esta terça. Ouça a entrevista ao jornalista Adriano Faria:



Opções: Download