Representante da UNE diz que MP do Fies vai dificultar o acesso ao ensino superior

05/09/2017, 20h06 - ATUALIZADO EM 05/09/2017, 20h10

A Comissão Mista da Medida Provisória 785/2017, que altera as formas de concessão de empréstimos e as condições de pagamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), realizou audiência pública nesta terça-feira (5). A representante da União Nacional dos Estudantes (UNE), Bruna Brelaz, criticou as mudanças introduzidas pela MP. Para ela, o fim do prazo de carência para o início do pagamento do empréstimo, após a conclusão do curso, vai prejudicar os estudantes. A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) afirmou que a MP vai inviabilizar o Plano Nacional de Educação que prevê um aumento de 21% para 33%, até 2024, do percentual de jovens entre 19 a 24 anos com acesso ao ensino superior. A reportagem é de Rebeca Ligabue, da Rádio Senado.



Opções: Download