Ataídes garante que CPMI da JBS não vai atrapalhar investigações da Lava Jato

05/09/2017, 21h34 - ATUALIZADO EM 05/09/2017, 21h37

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que vai investigar a relação entre a empresa JBS e o BNDES não vai praticar vingança ou atrapalhar a Operação Lava Jato. O compromisso foi firmado pelo presidente do colegiado, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO). Ele foi escolhido, nesta terça-feira (5), presidente da comissão. Ataídes Oliveira afirmou que o foco dos trabalhos da CPMI será investigar possíveis fraudes após as delações, tanto na compra de ações do grupo empresarial quanto de dólares. A reportagem é de Floriano Filho, da Rádio Senado.



Opções: Download