Adoção do 'distritão' divide opiniões no Senado

14/08/2017, 14h33 - ATUALIZADO EM 14/08/2017, 14h36

Uma mudança na legislação eleitoral pode assegurar a eleição dos deputados e vereadores mais votados. A proposta que cria o chamado “distritão” avançou na Câmara dos Deputados. No entanto, o tema é polêmico e divide a opinião de parlamentares e especialistas. Os críticos do "distritão" argumentam que o sistema enfraquece os partidos e facilita a eleição de celebridades e caciques políticos. Segundo o senador Jorge Viana (PT–AC), o "distritão" não existe em países desenvolvidos e torna as eleições mais caras. Os defensores argumentam que o sistema é mais simples de entender, já que os parlamentares mais votados são eleitos. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, acredita que o modelo deve ser temporário e valer para as eleições de 2018 e 2020, com uma transição para o voto distrital misto em 2022.

Ouça os detalhes no áudio do repórter da Rádio Senado, George Cardim.



Opções: Download