João Alberto Souza recusa representação contra Aécio Neves por falta de provas

23/06/2017, 19h42 - ATUALIZADO EM 23/06/2017, 20h49

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), informou nesta sexta-feira (23) que não admitiu a representação contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). De acordo com João Alberto, não há provas para o acolhimento da representação pela cassação de Aécio. O senador ressaltou, no entanto, que os outros membros do Conselho podem recorrer da decisão, e que caberá ao Plenário dar a palavra final. Em nota, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que entrará em contato com os demais senadores do Conselho de Ética para colher as cinco assinaturas necessárias para o recurso, que já conta com o apoio do senador Lasier Martins (PSD-RS). Ouça o áudio da Rádio Senado para a Voz do Brasil desta sexta-feira.



Opções: Download