Comissão de Assuntos Sociais rejeita relatório de reforma trabalhista

20/06/2017, 16h28 - ATUALIZADO EM 20/06/2017, 21h00

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) rejeitou nesta terça-feira (20) a proposta de reforma trabalhista  (PLC 38/2017), com 10 votos contrários e 9 a favor. Foi aprovado o relatório do senador Paulo Paim (PT-RS), contrário ao projeto do governo. Mesmo assim, o texto será analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ), onde tem como relator o líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB – RR).

Durante o debate pela manhã, na CAS, Jucá defendeu a modernização da CLT, dizendo que 14 milhões de cidadãos estão desempregados e que metade dos trabalhadores está na informalidade. Já o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), disse que a reforma trabalhista retira direitos dos trabalhadores e atende os interesses das empresas. O senador Otto Alencar (PSD-BA) criticou a intenção do governo de tentar impedir o debate no Senado, forçando a aprovação da matéria como saiu da Câmara, sem qualquer mudança.



Opções: Download