Reforma da Previdência ajudará governo a cumprir teto dos gastos por até 8 anos, calcula IFI

09/05/2017, 09h01 - ATUALIZADO EM 09/05/2017, 18h01

A Instituição Fiscal Independente (IFI) divulga nesta terça-feira (9) o Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF) de maio. Uma das conclusões é que o governo precisa da reforma da Previdência para cumprir o teto de gastos públicos determinado pela Emenda Constitucional 95. Em entrevista à Rádio Senado, o diretor-executivo da IFI, Felipe Salto, afirma que a reforma da Previdência, em discussão na Câmara dos Deputados, poderia dar ao governo condições de atingir as metas por até 8 anos no primeiro período de vigência do teto dos gastos, que é de 10 anos. O cálculo já leva em conta as alterações no texto original da reforma, como mudanças nas regras de transição, redução na idade mínima para aposentadoria de mulheres (62 anos) e aposentadoria especial de 55 anos para professores e policiais. A IFI foi criada em 2016 pelo Senado para dar transparência aos custos e resultados da política econômica e das políticas públicas em geral. Ouça a entrevista ao jornalista Adriano Faria:



Opções: Download