Oposicionistas e governistas divergem sobre votação das reformas do governo

24/05/2017, 21h16 - ATUALIZADO EM 24/05/2017, 22h06

Senadores de oposição e da base do governo divergem sobre a continuidade das votações das reformas da Previdência e trabalhista no Senado. O senador Elmano Férrer (PMDB-PI) afirma que justamente no momento atual as votações das reformas devem acontecer rapidamente. Já o senador João Capiberibe (PSB-AP) sustenta que o presidente Temer não tem condições de governar e a pauta de reformas do governo não tem possibilidade de ser votada. Férrer e Capiberibe concordam, no entanto, com a votação de medidas provisórias que tenham impacto social e que estejam prestes a perder o prazo de validade. A reportagem é de Carlos Penna Brescianini, da Rádio Senado.



Opções: Download