Randolfe admite manter foro privilegiado para chefes dos três poderes

24/03/2017, 17h54 - ATUALIZADO EM 27/04/2017, 19h37

A proposta de emenda à Constituição que extingue o foro privilegiado para autoridades públicas no caso de crimes comuns (PEC 10/2013) deve ser votada pelo Plenário do Senado em abril. O relator da proposta, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), admitiu que pode manter o foro apenas para os chefes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Em entrevista à jornalista Hérica Christian, ele defendeu a aprovação da proposta e disse que o foro privilegiado cria duas qualidades de cidadãos no país: os que são “autoridades” e o restante. Atualmente, o Brasil tem 36 mil autoridades com direito a julgamento especial. Acompanhe a entrevista da Rádio Senado.



Opções: Download