Grupo de senadores defende adiar votação do projeto que altera a lei do abuso de autoridade

02/12/2016, 14h51 - ATUALIZADO EM 02/12/2016, 16h08

Um grupo de senadores não quer votar neste ano o projeto que aumenta a pena para o crime de abuso de autoridade (PLS 280/2016). Pelo calendário do presidente do Senado, Renan Calheiros, o projeto está na pauta da próxima terça-feira (6). Defensor da proposta, Renan Calheiros diz que caberá aos líderes decidirem sobre o adiamento. O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) defende o adiamento da votação. O senador Álvaro Dias (PV-PR), um dos autores de um projeto alternativo, questiona a pressa para a votação. Mais detalhes com a repórter Hérica Christian, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
17h38 Egito e Eritreia: Senado aprova indicação de Antonio de Aguiar Patriota para embaixador do Brasil junto à República Árabe do Egito e, cumulativamente, ao Estado da Eritreia. A indicação teve 64 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções.
17h24 Santa Sé e Malta: Foi aprovada em Plenário, com 47 votos favoráveis e 2 abstenções, a indicação do diplomata Henrique da Silveira Sardinha Pinto para a embaixada do Brasil junto à Santa Sé e, cumulativamente, à Ordem Soberana e Militar de Malta.
17h15 Unesco: Com 48 votos favoráveis e 2 abstenções, o Plenário aprovou a indicação do diplomata Santiago Irazabal Mourão para exercer o cargo de Delegado Permanente do Brasil junto à Unesco.
Ver todas ›