Proposta que amplia base de cálculo do Supersimples vai à sanção

07/10/2016, 17h24 - ATUALIZADO EM 10/10/2016, 19h29

O projeto de lei que amplia a base de cálculo para que micro e pequenas empresas entrem no Supersimples (PLC 125/2015) foi aprovado pela Câmara dos Deputados na terça-feira (4) e agora segue para sanção presidencial. O texto aumenta o limite máximo de receita bruta para pequenas empresas participarem do regime especial de tributação, passando de R$3,6 milhões, para R$ 4,8 milhões de receita bruta anual. A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) comemorou a aprovação da proposta com mudanças feitas pelo Senado e afirmou que o Supersimples pode ajudar o Brasil a sair da crise. Detalhes na reportagem de Paula Groba, da Rádio Senado.



Opções: Download


Senado Agora
18h51 Manutenção de empregos: Retirado de pauta também o PL 1.128/2020, que autoriza bancos públicos a financiarem folhas de pagamento durante a pandemia. Seu autor, Omar Aziz, vai relatar a MP 944/2020, que cria o Programa Emergencial de Suporte a Empregos.
18h07 Encargos sociais: Senador Irajá (PSD-TO) retira de pauta o PL 949/2020, de sua autoria, e é designado para a relatoria da MP 932/2020. Os senadores concordam que há similaridade entre as duas propostas de isenção de encargos sociais.
Ver todas ›