Projeto de José Medeiros impede que Justiça interrompa serviços como o WhatsApp

01/07/2016, 17h23 - ATUALIZADO EM 01/07/2016, 17h24

Uma pesquisa feita em abril por uma companhia americana de marketing digital apontou que o aplicativo de celular mais importante para os brasileiros é o WhatsApp, ficando à frente de outras redes sociais como o Facebook e o Instagram. Em maio deste ano, a Justiça de Sergipe determinou o bloqueio do WhatsApp por 72 horas e a decisão gerou diversos debates sobre a liberdade de comunicação. Um projeto de lei (PLS 200/2016), do senador José Medeiros (PSD-MT), impede que serviços e aplicações da internet sejam interrompidos pela Justiça. Na opinião do senador, um juiz não pode suspender um serviço que o mundo inteiro usa, por causa de questões menores. Detalhes na reportagem de Thiago Melo, da Rádio Senado.



Opções: Download


MAIS NOTÍCIAS SOBRE:

Senado Agora
12h47 Embrapa: Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprova Projeto de Lei do Senado 39/2017, que permite à Embrapa obter recursos com o licenciamento de seus produtos.
12h47 Associação de municípios: A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou o Projeto de Lei do Senado 486/2017, que regula a associação de municípios para fins de interesse comum. O texto segue para a CCJ.
12h00 Uso da água : Senadores da Comissão de Educação aprovaram Projeto de Lei 40/2017, que institui a Semana Nacional do Uso Consciente da Água. O projeto segue para o Plenário.
Ver todas ›