Senadoras questionam mudanças na Lei Maria da Penha

23/06/2016, 18h57 - ATUALIZADO EM 13/09/2016, 22h38

O projeto de lei PLC 07/2016 altera a Lei Maria da Penha para garantir atendimento especializado em delegacias para mulheres vítimas de violência. A proposta também permite aos delegados impor medidas protetivas emergenciais, antes mesmo da autorização judicial, que deverá ser feita em até 24 horas. Mas a medida é polêmica. A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) avalia que essa permissão reduz a violência contra a mulher a um caso de polícia. Já a senadora Simone Tebet (PMDB-MS) questiona o efeito prático da mudança, e sugere uma nova redação ao projeto, como informa o repórter da Rádio Senado Maurício de Santi.



Opções: Download