Sindicalistas relatam riscos da violação de direitos trabalhistas nos EUA pela Nissan a senadores da CDH

11/04/2016, 14h21 - ATUALIZADO EM 13/09/2016, 23h37

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH) debateu nesta segunda-feira (11) a violação de direitos trabalhistas nos Estados Unidos pela empresa Nissan. Sindicalistas brasileiros protestam contra a montadora, que é patrocinadora das Olimpíadas 2016. A empresa foi denunciada pela United Auto Workers, uma entidade sindical norte-americana do setor automobilístico, por limitar direitos trabalhistas e coibir a organização sindical na fábrica do estado de Mississipi. Segundo o presidente da CDH, senador Paulo Paim (PT–RS),  já há propostas com esse objetivo em análise no Congresso brasileiro, como a que permite a terceirização na atividade-fim e a que inibe a atividade sindical. Ele acredita que só é possível barrar esses projetos com a união dos trabalhadores. Reportagem de Roberto Fragoso, da Rádio Senado.



Opções: Download