Você está aqui: Página Inicial / Redação e Estilo / Estilo / Hora

Hora

15/08/2012 - 23h23 | Atualizado em 02/04/2014 - 19h37


Algarismos: horas do dia são escritas sempre com algarismos e a abreviatura h, sem espaço entre eles: “Chegou às 9h30 e saiu às 10h”.

 

Não use zero antes dos números menores que dez:


O debate começará às 08h.
O debate começará às 8h.


Também não use zero à direita para indicar hora cheia: 10h e não 10h00.

 

Matéria atualizada em 13/10/2010 às 18h00.

Matéria atualizada em 13/10/10 às 18h.


Em textos para locução, prefira a forma: nove da manhã, três da tarde.

 

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa volta a abrir a semana de atividades no Senado com uma audiência pública às nove horas da manhã desta segunda-feira.


Aproximação: quando a indicação for aproximada, escreva hora por extenso: Chegou por volta das 6 horas. E não: Chegou por volta das 6h.


Intervalo de tempo: no caso de intervalo de tempo, usam-se as palavras hora ou minuto por extenso e a regra geral de numerais (por extenso até dez):

 

Os grupos saem a cada 30 minutos do Salão Negro.

 

A decisão foi tomada depois de sabatina que durou três horas e meia.


Na madrugada do último dia 24, após 11 horas de intensa discussão, os ministros do STF chegaram a um empate de 5 votos a 5 sobre o provimento ou não do recurso de Joaquim Roriz.


O depoimento durou duas horas e 15 minutos e o interrogatório, mais de três horas.


Artigo: é obrigatório o uso de artigo definido antes de indicação de horas.

As visitas guiadas ao Congresso Nacional seguem em seu horário habitual, das 9h30 às 17h, com saídas de grupos a cada 30 minutos do Salão Negro.

Não use: de 9h30 às 17h, de 9h30 a 17h.

 

A reunião está marcada para o meio-dia, no Plenário da Câmara.

A reunião será do meio-dia às 14h. E não: de meio-dia às 14h.

O debate está marcado para 10h.

O debate está marcado para as 10h.

A reunião ocorreu entre as 9h e 11h.

A reunião ocorreu entre as 9h e as 11h.

 

Veja mais em artigo definido.

 

Crase: use crase nas indicações de horas definidas: A reunião será às 14h.

Mas atenção: não use crase com as preposições entre, para, até: Estarei lá entre as 10h e as 14h.


Os candidatos que discordarem de suas notas têm até as 23h59 desta quinta-feira para recorrer.


Não use crase nos horários indeterminados: Irá a uma hora qualquer.


Meio-dia, meia-noite: use hífen e faça plural nos dois termos: meios-dias e meias-noites.

 

O Congresso Nacional entra em recesso parlamentar a partir da meia noite.

 

Use certo: meia-noite e meia (e não meia-noite e meio). A concordância é com hora, por isso, fica no feminino. O verbo fica no singular: Já é quase meia-noite.


Meia-noite, zero hora: o dia começa à zero hora e vai até a meia-noite. Zero hora marca o início de um dia; meia-noite, o final.

 

Começou à meia-noite desta quarta-feira o prazo de interposição de recursos contra os resultados preliminares das provas discursivas para cargos de analista, técnico e policial legislativo do concurso do Senado.

 

O prazo foi aberto no início da quarta-feira e não no fim do dia. Assim, o correto seria:

 

Começou à zero hora desta quarta-feira o prazo de interposição de recursos contra os resultados preliminares das provas discursivas para cargos de analista, técnico e policial legislativo do concurso do Senado.


A meia-noite de terça-feira é a zero hora de quarta. Para evitar dúvida, use sempre:

 

O programa vai ao ar à meia-noite de terça para quarta-feira.


A madrugada vai da zero hora às 6h. A manhã, das 6h às 12h (ou ao meio-dia). A tarde, das 12h às 18h. A noite, das 18h às 24h (ou meia-noite).

 

 

Concordância: O verbo deve concordar sempre com o número de horas ou minutos.

 

Já é 1h40 (e não: Já são 1h40)

 

Em textos para locução, escreva os números por extenso para evitar erros de concordância.

Hora decorrida: escreva hora por extenso.

 

Durou mais de três horas, ontem, o debate do projeto que uniformiza as alíquotas do ICMS nas operações interestaduais com bens e mercadorias importados.

 

Linguagem de rádio: Use o padrão de 12 horas, em vez do de 24 horas. Assim, diga “são duas da tarde”, e não "são 14 horas".


LOC: ESSA CERIMÔNIA ESTÁ MARCADA PARA AS DUAS DA TARDE, HORÁRIO DE BRASÍLIA.

 

Diga:

às 3 horas da madrugada, e não às 3 da manhã

às 6 da manhã; e não às 6 da madrugada

ao meio-dia; e não às 12 horas

ao meio-dia e meia, e não ao meio-dia e meio
às 5 da tarde, e não às 17 horas

às 10 da noite, e não às 22 horas

 

No rádio, é frequente a dúvida sobre como se referir ao período entre as 18h e as 19h. Seria “seis da tarde” ou “seis da noite”?

 

Por convenção, adotamos que a tarde é o período entre as 12h e as 18h, e a noite, entre as 18h e as 24h.

 

No entanto, a noite é definida pelo momento do dia em que o Sol se põe, como diz o Aurélio: “Espaço de tempo em que o Sol está abaixo do horizonte”.

Como o horário do pôr do Sol varia entre as regiões do Brasil e mesmo entre estações do ano, é difícil definir com exatidão quando a noite começa e a tarde termina.

 

Assim, pode-se considerar que tanto fica correto usar “às seis da tarde” quanto “às seis da noite”.

 

Na Secom, o mais usual tem sido optar por “tarde” em vez de “noite”, até que o Sol se ponha.


LOC: POR VOLTA DAS SEIS DA TARDE, OS SENADORES PRORROGARAM A SESSÃO PLENÁRIA POR CINCO HORAS, À ESPERA DA VOTAÇÃO NA CÂMARA.


(Repórter) E na segunda-feira, às seis da tarde, o Congresso Nacional promove sessão solene para comemorar o centenário de nascimento do ex-senador e ex-governador de Sergipe Augusto do Prado Franco.


(Repórter) A delegada titular da DEAM de Luziânia, Dilamar de Castro Souza, lamentou o pequeno número de funcionários: são quatro agentes e três escrivãs para fazer todo o atendimento, de segunda a sexta feira, das oito da manhã às seis da tarde.

Conteúdo relacionado



Atualmente não existem itens nessa pasta.