Você está aqui: Página Inicial / Redação e Estilo / Estilo / Crase

Crase

15/08/2012 - 17h51 | Atualizado em 16/06/2016 - 17h17


Crase é a contração da preposição a com outro a, que pode ser artigo definido, pronome demonstrativo ou o a inicial dos pronomes aquela, aquele, aquilo. É indicada pelo acento grave.

Como regra geral, só se usa crase antes de palavras femininas. A exceção são os pronomes demonstrativos aquele e aquilo.

Em alguns casos, a palavra feminina está subentendida, como ocorre normalmente com moda e maneira: salto à Luiz XV (à moda de Luiz XV) e escrita à Camões (à maneira de Camões).

Use crase:

Antes de palavras femininas que aceitam o artigo definido:

Congresso pode aprovar novas restrições à propaganda de bebidas alcoólicas.


Para saber se a palavra feminina aceita ou não o artigo, troque-a por uma masculina:

Congresso pode aprovar novas restrições ao consumo de bebidas alcoólicas.


Ou substitua a preposição a pela preposição para:

Quando foi para a Bahia. / Em visita à (a+a) Bahia.

Aqui ocorre crase porque há uma preposição e um artigo juntos.

 

Quando foi para Rondônia. / Em visita a Rondônia.

Aqui não ocorre crase porque há apenas a preposição, já que a palavra Rondônia não pede o artigo definido.


Antes de palavras femininas que não aceitam o artigo acompanhadas de termos modificadores ou determinantes:

 

Em visita à Rondônia de sua infância, o senador foi homenageado pela população local.


Quando a preposição a se encontra com os pronomes aquele, aquela, aquilo:

 

Esse benefício só passará a valer a partir de 1º de janeiro do ano seguinte àquele em que a lei for implementada.


Antes de locuções formadas por substantivos femininos no plural: às vezes, às claras, às escondidas, às 3 da manhã.

 

Segundo os integrantes da bancada governista, não é aconselhável votar o texto às pressas.


Há casos em que não ocorre crase (união da preposição a com o artigo definido a), mas o acento grave é usado por motivos de clareza: à força, à medida, à míngua, à faca, à noite, à tarde, à mão, à distância.

 

Antes de palavras masculinas, quando há palavra feminina subentendida antes da masculina:

 

O senador fez alusão à (revista) Piauí.

 

Não ocorre crase:

 

Antes de verbos no infinitivo:


— Há quase 10 mil funcionários demitidos, que estão a ver navios” — disse a senadora.

 

Antes de palavras masculinas:


No pagamento à vista, o que os lojistas chamam de “descontos” são os juros que seriam cobrados se a compra fosse a prazo.


Antes de palavras de sentido indefinido:


O presidente sancionou o projeto de lei que garante a qualquer pessoa o acesso ao ensino médio público e gratuito.


Virou lei o projeto que assegura vaga na escola pública mais próxima de casa a toda criança a partir dos 4 anos.

 

Antes de pronomes pessoais e expressões de tratamento:

 

Em caso de novo casamento, o cônjuge que recebe pensão perde o direito a ela.

 

— Peço a Vossa Excelência que evite usar o meu nome — aparteou o senador.

 

Antes dos pronomes relativos que, quem, cuja.

 

A razão do desequilíbrio é o seguro-desemprego a que os artesanais têm direito quando não podem pescar.


Projeto garante proteção a quem usa comércio virtual.

 

A crase é facultativa:

 

Antes de pronomes possessivos acompanhados de palavras femininas de sentido definido:

 

O senador rebateu todas as críticas a/à sua emenda.

Antes de nomes próprios femininos.

 

No discurso, o senador fez alusão à/a Eunice Michelis, primeira senadora eleita no Brasil.

Conteúdo relacionado



Verbete Acessorio Locuções em que ocorre crase
Verbete Acessorio Locuções em que não ocorre crase