Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


Com uma tendência nata para a atividade política, o jovem senador do Mato Grosso do Sul já atua no Parlamento Jovem, um projeto desenvolvido pela assembleia legislativa do Estado de MS. Os integrantes exercem atividades como verdadeiros representantes, como os deputados estaduais.

“Nós somos escolhidos por meio do voto direto, no qual para sermos eleitos, temos que apresentar uma proposta de lei aos alunos e convencê-los de votar na melhor proposição. Depois de eleitos nós vamos até a assembleia debater as ideias para serem aprovadas como lei no Estado. Uma vez a cada mês, durante um ano, acontecem as sessões na qual cada representante leva uma proposta que beneficia a sociedade na questão de saúde, educação, sustentabilidade. E dessa forma, eu e mais 23 jovens temos melhorado a qualidade de vida do povo sul-mato-grossense”.

Carlos Henrique Santos já foi filiado a alguns partidos e foi chamado para muitos outros. Porém, pretende oficializar sua filiação partidária somente no ano de 2015. Para completar sua formação, o jovem senador de Mato Grosso do Sul quer estudar Direito e completar sua formação com o curso de Psicologia.

“Quero cursar Direito, porque constitui umas das ciências humanas mais interessantes e vastas, lidando com conteúdos da filosofia, da ciência política, da sociologia, da história, das artes e da literatura, cursar direito significa no mínimo, expandir os horizontes culturais. Tudo que nos rodeia possui algum sentido jurídico, e fica bem mais fácil lidar com algumas situações cotidianas se entendermos como se inserem no campo jurídico, e para quem pretende representar o papel de agente de mudanças e de transformações sociais é importante a obtenção de tais conhecimentos da área jurídica. Penso também em cursar psicologia por ser uma área que me chama atenção”.

A figura pública de destaque indicada por Carlos Henrique é Joaquim Barbosa – “... (ele) passou por grandes dificuldades, sempre estudou em escola pública e apesar das discriminações na escola, ele não desistiu e seguiu em frente e se tornou presidente da corte mais respeitada do Brasil, Supremo Tribunal Federal. Hoje ele é uma das pessoas mais influentes do mundo segundo a revista TIME. Joaquim Barbosa fez o Brasil nascer de novo quando protagonizou o maior julgamento da história do nosso país, o mensalão, que resultou na prisão dos grandes operadores deste esquema. Joaquim Barbosa demonstra defesa incondicional em certas questões administrativas. Por esses motivos, Joaquim Barbosa tem grande influência em minha vida”.

Em suas horas livres, o jovem senador Carlos Henrique gosta mesmo de ler e ver filmes, especialmente documentários. Seus livros favoritos no momento são “Harry Potter” e “As Crônicas de Nárnia”. Parar não é algo que o jovem senador de Mato Grosso do Sul saiba fazer. Ele acha tempo ainda para jogar futebol com os amigos na praça perto de sua casa, tênis de mesa e fazer caminhadas. Quando o assunto é música, o espectro é amplo e variado: gosta de sertanejo universitário, Internacional, Rock, MPB, músicas eletrônicas, um pouco de música clássica, gospel e algumas modas de viola. Carlos sonha em concluir o Ensino Médio, iniciar e concluir uma faculdade, ter um bom emprego, casa e carro, viajar e conhecer novos lugares e pessoas e, especialmente, as sete maravilhas do mundo.

Em seus planos, o jovem senador de Mato Grosso também inclui “uma carreira política a fim de proporcionar as pessoas uma melhor qualidade de vida e lutar pelos direitos da sociedade, lutar por uma sociedade mais humana e igualitária. Meu sonho é ver o Brasil menos corrupto, haja vista que corrupção não está só na política, eu vejo muitas pessoas condenando a política, classificando-a como ruim, mas não é por esta ótica, a corrupção está na sociedade e temos que lutar contra essas ideologias e tentar erradicar a corrupção. E, se realmente ingressar na carreira política, quero me tornar presidente do Brasil”.

Para falar de sua motivação em participar do Jovem Senador, Carlos Henrique não poupa palavras: “Minha motivação veio a partir da ansiedade de conhecer as políticas públicas para a juventude e principalmente em conhecer o senado federal e o trabalho dos senadores. Além disso, o que mais me motivou foi o meu espírito servidor, de gostar das pessoas e de ter prazer em ajudar e de saber que meu ingresso no programa Jovem Senador não é em vão, haja vista que será enriquecedor e inesquecível por ser uma experiência única e incomparável. Sei também que minhas proposições dentro dos regimentos constitucionais serão de grande relevância para a nação”.

Ao saber de sua classificação, Carlos Henrique estava na escola e não conseguiu conter as lágrimas de alegria. Amigos, professores, diretores e toda a comunidade escolar aplaudiram sua conquista. Todos estavam desconfiados e só acreditaram quando conferiram no site do Projeto o nome do aluno e sua redação vencedora.

Com 19 anos de vida, o jovem senador de Mato Grosso do Sul já conhece suas responsabilidades: “Ser um jovem senador deveria ser uma tarefa de conquista de todos os jovens brasileiros. Representar não é tão fácil quanto pensamos, eu no cargo de jovem senador vejo a imensa responsabilidade de representar um Estado, pois eu assim como os 27 jovens senadores, serei cobrado pelo meu trabalho e responsabilizado pelo ideal defendido no senado. Tenho certeza na riqueza dos conhecimentos que irei adquirir e vou levar para a vida toda, além disso, terei a oportunidade de conhecer um pouco de cada federação e interagir de forma amigável com todos os jovens senadores”.

E.E. Prof. Henrique Ciryllo Correa
Endereço:

a definir

Telefone:
(67) 21098252
Diretor:
Ana Maria Gasparini
Professor orientador:
Anelise Schroeder dos Santos

Depoimentos do Jovem Senador Carlos Henrique:

Em fevereiro de 2018: "É sempre motivo de muito orgulho, falar deste projeto incrível. É sem sombra de dúvida, um projeto de inclusão da juventude na política nacional, é também um projeto de conscientização política e de restauração da Democracia e de reflexão sobre o Estado Democrático de Direito. Reitero meus sentimentos de amor pelo Projeto Jovem Senador, sempre que tenho a oportunidade, não deixo jamais de falar desta experiência incrível na minha vida. O projeto Jovem Senador renasce em mim todas as vezes em que me disponho a divulgá-lo. Jamais me cansarei de relatar sobre o Projeto e de apoia-lo com todas as forças".

 

Em 2015: "Quero informar que apoio incondicionalmente o Jovem Senador e sempre que posso, concedo entrevistas apoiando o Projeto para que ele tenha uma maior visibilidade, sempre fazendo um chamamento especial aos jovens, para participarem. Sou muito grato a esse projeto e estarei sempre a disposição para ajudar no que for preciso!". Veja vídeo do depoimento de Carlos Henrique dos Santos Justino, gravado em 2015.


Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11