Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil


André Giovane de Castro

André Giovane de Castro
  • Colocação no estado: 1º colocado estadual
  • Ano de participação: 2012
  • Escola: Instituto Estadual de Educação Érico Veríssimo
  • Cidade: Três Passos - RS
  • Professor(a): Fabiana Graebin Granich
  • Cargo na Mesa Diretora:Presidente

Residente de Três Passos, Rio Grande do Sul, André Giovane pode ser considerado um político nato. Escreve com facilidade, fala com total desenvoltura e participa de inúmeras ações sociais em sua comunidade. Durante a realização do Projeto Jovem Senador em Brasília, foi escolhido pelos seus pares para a função de Presidente da Mesa-Diretora, como condutor dos trabalhos em Plenário.

O Jovem Senador gaúcho já decidiu e quer cursar a faculdade de Comunicação Social e Gestão Pública. Pretende trabalhar nessa área e também atuar politicamente. “Meu objetivo é dar palestras sobre questões sociais, sobre a importância da política em nossa vida e difundir um pensamento analítico sobre a representatividade”.

“Quero difundir uma política nova, embasada em valores humanos e sociais, capaz de proporcionar a dignificação do trabalho de agentes públicos”. Com um perfil raro para a sua faixa etária, André é um jovem engajado e muito atuante no meio político; gosta de estar com pessoas, conversar e conhecer a realidade das comunidades. “Tenho a pretensão de seguir a carreira política, pois acredito que posso oferecer um trabalho diferente e voltado para o bem comum”.

Aluno do Instituto Estadual de Educação Érico Veríssimo, o Jovem Senador do Rio Grande do Sul acredita que a participação dos jovens na política é essencial e está crescendo. “Participar da política é um ato cívico, e aos poucos está se criando um novo rótulo e aumentado, diariamente, a participação da juventude. A busca pela renovação e por novas ideias está presente em nosso cotidiano, e muitos jovens estão se envolvendo na política, pois estão acreditando que podem fazer algo diferente e benéfico à sociedade”.

“Sou um jovem atuante no meio social, busco acompanhar a atuação da Prefeitura e da Câmara de Vereadores, como também da Assembleia Legislativa e do Congresso Nacional”. André Giovane não se cansa quando o assunto é política e estuda o assunto há alguns anos. Gosta de escrever artigos sobre política nos quais analisa as questões sociais e destaca sempre a necessidade do agir político de todo cidadão na construção de um Brasil melhor. “A mudança não ocorre somente por meio do que dizemos, mas, sim, diante de nossas ações na sociedade”.

Instituto Estadual de Educação Érico Veríssimo
Endereço: Telefone:
(55) 35222417
Diretor:
Alci Finatto
Professor orientador:
Fabiana Graebin Granich

"Ser Jovem Senador me deu a certeza de que a política é o mais significativo instrumento para efetivarmos a mudança desejada em nossa sociedade. Conhecer a estrutura e o funcionamento do Legislativo foi essencial para compreender um dos principais poderes do Estado Democrático de Direito. A cidadania se constitui de conhecimento e, portanto, ser cidadão é também conhecer a Casa de onde surgem importantes alterações legislativas com impacto direto no cotidiano. A partir de minha atuação no Senado Jovem Brasileiro, desafiei-me a escrever um livro cujo conteúdo é baseado no protagonismo cívico. Intitulado “As bandeiras sociais – introdução à cidadania”.

O livro é basicamente um texto de opinião e, por isso, não contempla muitas referências bibliográficas. Claro que li para escrever, mas, em virtude de eu apresentar minha opinião, não elenquei autores. O objetivo é resgatar a história brasileira de uma forma reflexiva. No transcorrer de vinte capítulos, são apresentados acontecimentos pertinentes à trajetória do País, desde a colonização realizada pelos portugueses; dependência do Brasil frente às metrópoles estrangeiras, como Portugal, Espanha, França e Inglaterra; independência através da compreensão de que houve continuidade do império português através da administração de Dom Pedro II; proclamação da República como precursora de um ambiente propenso à análise, discernimento e construção de um Estado envolvido com o social; os percalços dos períodos ditatoriais; e a redemocratização. O protagonismo cívico também é comentado, de forma a contextualizar as manifestações das Diretas Já, Caras Pintadas (Fora Collor) e, em 2013, que reverenciaram o espírito de cidadania nas capitais e cidades interioranas. O tema central refere-se ao sonho social, ou seja, a constituição do indivíduo frente à política, tanto em nível partidário como integrante da sociedade civil. A busca, por intermédio das bandeiras sociais, de um ambiente democrático e alinhado aos almejos comunitários, e não individuais. O interesse de a sociedade vislumbrar um País desenvolvido e que, diante disso, conceda dignidade nos serviços prestados às famílias brasileiras. A distribuição dos recursos aos municípios, pequenos entes federados, a partir do entendimento que, em muitos casos, sofrem com a falta de receita e condições de viabilizar a realização de projetos devido à falta de dinheiro (isso inclusive a partir da redação que escrevi no Concurso do Senado, cujo tema era "Meu município, meu Brasil").

O que me motivou a escrever foi o desejo de possibilitar aos leitores uma reflexão acerca da conjuntura política passada, atual e futura. Sempre gostei de escrever e me desafiei a publicar um livro com uma de minhas temáticas preferidas, qual seja: a política. Acredito que o cidadão precisa conhecer a sociedade em que ele vive, pois somente assim consegue sentir-se protagonista do crescimento econômico e, consequentemente, do desenvolvimento social.

O lançamento ocorreu no dia 7 de junho de 2014 e reuniu lideranças políticas e empresariais de Três Passos. A repercussão foi boa, pois concedi entrevista em rádio e jornal, principalmente pelo fato de eu ter, à época, 18 anos. O prefácio, inclusive, é da deputada estadual Zilá Breitenbach (RS)."

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11