Ferramentas Pessoais
Acessar

Repensar

O mundo mudou. Precisamos mudar junto, evoluir. As novas gerações dependem da nossa iniciativa.
Repensar é o primeiro dos 5 rs. Repense o consumo. Repense o descarte. Resista aos impulsos. Tente imaginar o caminho que todas as coisas percorrem : de onde vêm, para onde vão? De que são feitas? Como são feitas?
Como as receitas de cozinha, tudo o que compramos e consumimos é fruto de alguma mistura. Alguns componentes são altamente nocivos ao meio ambiente, ou seja, à você. Outros são simplesmente essenciais à sobrevivência humana, como a água. O que comemos, o que bebemos, vem da natureza. A nossa matriz é o meio ambiente.
Portanto, vale repensar. Para os mais antenados, se antes a moda era comprar muito, agora a moda é comprar pouco.
Ao contrário do que se pensava, os nossos recursos naturais são finitos. Portanto, um dia poderemos nos ver privados de água, energia e comida, para citar alguns.
Em escala mundial, todo o lixo que produzimos não some como parece. Ele some da nossa frente, apenas isso. É recolhido e colocado nos lixões ou aterros sanitários. Mas ele continua existindo. Dá pra imaginar todo o lixo produzido no planeta a cada minuto sendo armazenado em algum lugar por aí? Pois é isso o que acontece.
Alguns simples itens, que nos acompanham diariamente, vão demorar 450 anos para se decompor. Uma única unidade. É o caso dos copos descartáveis ou as sacolas plásticas, tão presentes no nosso cotidiano. No trabalho, lojas, supermercados, padarias, farmácias, por exemplo. Ande com uma ecobag no seu carro. Diga não ao comodismo, não dá tanto trabalho como se imagina.

Algumas perguntas podem nos ajudar na hora das compras:

  1. 1)    Necessidade: preciso mesmo comprar esse produto?
    2)    Substituição: não posso substituir por algo que já possuo em casa?
    3)    Quantidade: quanto realmente preciso?
    4)    Qualidade: esse produto contém substâncias prejudiciais ao meio ambiente?
    5)    Ciclo de vida: qual é a durabilidade? Existe outro que possa ser mais durável para evitar uma nova compra?
    6)    Descarte: de que forma vou descartar esse produto? É reciclável, reutilizável ou biodegradável? Recuse os produtos descartáveis comuns.    
    7)    Retorno: dentre as opções de compra, tem algum produto que já conte com a política de logística reversa? *Nesse caso o fabricante/comerciante recolhe de volta o produto usado para realizar o descarte correto.

Obviamente, ninguém vai deixar de consumir, pois o consumo faz parte da condição humana. O que pode melhorar é a forma de consumir, a redução dos impactos gerados por nossas compras. Nós, consumidores, temos o poder de induzir o mercado a produzir novas tecnologias, alinhadas com as diretrizes sustentáveis. Surgindo a demanda, surge a oferta.
Após algum tempo, a reflexão se tornará um hábito e todo o seu processo de compra será ágil. Através da experiência você saberá avaliar rapidamente um produto. Além disso, você já estará dentro do segmento de produtos sustentáveis e você terá várias novas opções de compra. Logo vem o orgulho de se tornar parte de uma grande mudança em benefício do planeta, das pessoas e do futuro. Compre essa ideia.
Abaixo seguem algumas perguntas que devíamos fazer antes de consumir qualquer coisa:

  1. 1)   Realmente precisamos de determinados produtos que compramos ou ganhamos?
  2. 2)   Compramos produtos duráveis/resistentes, evitando comprar produtos descartáveis?
  3. 3)   Evitamos a compra de produtos que possuem elementos tóxicos ou perigosos?
  4. 4)   Enterramos o nosso lixo, se não houver coleta do mesmo no bairro?
  5. 5)   Evitamos queimar o lixo?
  6. 6)   Lemos os rótulos dos produtos para conhecer as suas recomendações ou informações ambientais?
  7. 7)   Usamos detergentes e produtos de limpeza biodegradáveis?
  8. 8)   Utilizamos pilhas recarregáveis?
  9. 9)   Não compramos produtos provenientes de trabalho escravo?
  10. 10) Não compramos produtos produzidos por crianças que são obrigadas a trabalhar?
  11. 11)  Não compramos produtos de origem duvidosa?
  12. 12)  Evitamos a compra de caderno e papéis que usam cloro no processo de branqueamento?
  13. 13)  Pegamos emprestado ou alugamos aparelhos/equipamentos que não usamos com frequência, ao invés de comprá-lo?
  14. 14)  Não jogamos no lixo remédios, injeções e curativos feitos em casa, procurando uma farmácia ou um posto de saúde como uma alternativa de descarte?
  15. 15)  Consertamos produtos em vez de descartá-los, substituindo-os por novos?
  16. 16)  Deixamos os pneus velhos nas oficinas de trocas, pois elas são responsáveis pelo seu destino adequado?
  17. 17)  Deixamos a bateria usada do carro no local onde adquirimos a nova, certificando que existe um sistema de retorno ao fabricante?
  18. 18)  Evitamos as pilhas de alto teor de chumbo, cádmio e mercúrio ou então, após o uso,  devolvemos o produto para o revendedor?
  19. 19)  Junto aos outros consumidores, exigimos produtos sem embalagens desnecessárias, assim como vasilhames?
  20. 20)   Damos preferência a produtos e serviços que não agridem ao ambiente, tanto na produção, quanto na distribuição, no consumo e no descarte final?
  21. 21)   Escolhemos produtos de empresas certificadas, isto é, que desenvolvam programas socioambientais e/ou que sejam responsáveis pelo produto após consumo?