Apresentação

A Comissão de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz do Senado Federal tem a satisfação de anunciar a realização da 4ª edição da Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz nos dias 18, 19 e 20 de outubro de 2011.

Comissão de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz do Senado Federal tem a satisfação de anunciar a realização da 4ª edição da Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz nos dias 18, 19 e 20 de outubro de 2011.

A 4ª edição trará como tema oficial “A Mulher Grávida, o Bebê e a Primeira Infância na construção da Saúde Mental”. Com esse tema pretende-se contemplar o período da gestação, sobretudo sob os aspectos psicológicos aos quais as mães estão sujeitas, e o desenvolvimento do bebê em todo o período da primeira infância sob o entendimento de que, assim como não podemos dispensar cuidados específicos de sobrevivência, não podemos perder de vista a importância da etapa de desenvolvimento do cérebro humano em construção.

Para tanto, conseguimos mais uma vez contar com a parceria da Embaixada da França, no sentido de trazer renomados especialistas desta área.

No que diz respeito aos aspectos psicológicos ligados à mulher grávida e aos primeiros meses do pós-parto, contamos com a professora Monique Bydlowski, psiquiatra, psicanalista, diretora de pesquisa no Instituto Nacional de Saúde e de Pesquisas Médicas – INSERM – França. Atua também no Laboratório de pesquisa do Hospital Cochin Port-Royal, na área de Psicopatologia da perinatalidade  do Hospital Tarnier, de Paris.  

Em relação aos cuidados com o bebê, teremos a experiência da brasileira  Jaqueline Wendland, que há quase 20 anos trabalha na área de prevenção e intervenção precoce na Unité Petite Enfance Vivaldi, ligada ao Hospital Pitié - Salpêtrière, em Paris.  

Este ano contaremos também com o cineasta francês Bernard Martino, responsável pela realização da série televisiva para a TF1 com o título “O Bebê é uma pessoa”, que aborda das relações entre mães e seus bebês, desde o útero até os primeiros anos de vida. Martino é ainda o responsável pela edição do filme “Loczy, uma casa para crescer”, que trata de um abrigo para bebês abandonados nos primeiros dias de vida. A filosofia dessa entidade de acolhimento é mostrar a importância do tratamento dispensado pelas/os cuidadoras/res, enfatizando as primeiras relações com o bebê e as repercussões nítidas sobre o desenvolvimento ulterior do ser humano.

O tema desta semana continua atual e apaixonante, pois os trabalhos científicos da atualidade vêm corroborar que este período da vida, para a formação do ser humano, é realmente o mais importante.

A propósito gostaríamos de citar a reportagem recente (19/08/2011) do Correio Braziliense que traz por título: “É de pequeno que se educa”. O texto tem relatos de renomados cientistas norte-americanos, citando inclusive artigo da conceituada revista Science em que o editor-chefe, Bruce Alberts, explica que “a sociedade não tem dado a devida atenção que a educação infantil merece”. Ainda na mesma reportagem, Jack Shonkoff, Pesquisador do Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard, afirma: "A Educação infantil deve combinar conteúdos de enriquecimento cognitivo-linguístico com maior atenção à prevenção, redução ou mitigação das consequências do estresse." Crianças que experimentam estresse econômico e social dos 3 aos 5 anos, apresentam maiores taxas de dificuldades em se relacionar, além de medo e ansiedade, deficiências na função executiva e de auto regulação, e uma série de problemas categorizados como dificuldades de aprendizagem. Assim, cientistas, profissionais da educação e políticos devem trabalhar juntos para projetar e implementar estratégias inovadoras para mitigar os efeitos do estresse nas crianças, o que também deve ser um dos objetivos da educação infantil”.

Poderíamos, com certeza, dizer: estamos no rumo certo! E ainda lembrar mais uma vez que a paz se constrói dentro de cada um.

Que todos os participantes, políticos, educadores, cuidadores da Primeira Infância, possam aproveitar ao máximo esta oportunidade que o Senado oferece!

A organização do evento