Ferramentas Pessoais
Acessar

Davi recebe Mourão em sessão remota sobre o desmatamento da Amazônia

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), conduziu, nesta terça-feira (14), sessão de debates temáticos sobre o desmatamento da Amazônia.
14/07/2020 20:50
Davi recebe Mourão em sessão remota sobre o desmatamento da Amazônia

Davi recebe Mourão em sessão remota sobre o desmatamento da Amazônia. Foto: Marcos Oliveira

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), conduziu, nesta terça-feira (14), sessão de debates temáticos sobre o desmatamento da Amazônia. O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que também preside o Conselho Nacional da Amazônia Legal, participou da sessão. Por mais de duas horas, Mourão respondeu aos questionamentos dos senadores e apresentou ações que o órgão e o governo federal pretendem implementar na região.

“O vice-presidente Hamilton Mourão traz a essa Casa, e ao Brasil, o planejamento estratégico do conselho, que tem como missão preservar a Amazônia. Eu sou um entusiasta dessa proteção. Sou um amazônida, e sei como são importantes medidas de desenvolvimento para a população da região”, disse Davi Alcolumbre durante a sessão.

Hamilton Mourão defendeu a atuação do Conselho Nacional da Amazônia Legal na promoção de políticas públicas para a área, mas lamentou os obstáculos para a efetividade das ações do órgão, como a falta de recursos para o enfrentamento como desmatamento, queimadas, garimpo ilegal e irregularidade fundiária. O vice-presidente afirmou o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com a preservação e o desenvolvimento da Amazônia e a expectativa de um expressivo resultado positivo em 2021 no combate ao desmatamento.

A sessão de debates temáticos foi convocada em atendimento aos requerimentos do senador Telmário Mota (Pros-RR) e da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), ambos aprovados em Plenário.

De acordo com o Decreto nº 1.541/95, o Conselho Nacional da Amazônia Legal é responsável por controlar e coordenar as atividades dos ministérios federais e dos governos estaduais que integram a Amazônia Legal.