Governo Temer

STF abre inquérito contra Temer por possíveis crimes de corrupção passiva, obstrução da justiça e organização criminosa

01:53STF abre inquérito contra Temer por possíveis crimes de corrupção passiva, obstrução da justiça e organização criminosa

Transcrição LOC: SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL ABRE INQUÉRITO CONTRA PRESIDENTE TEMER POR POSSÍVEIS CRIMES DE CORRUPÇÃO PASSIVA, OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA E ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA. LOC: NO CONGRESSO, JÁ SÃO NOVE PEDIDOS DE IMPEACHMENT AGUARDANDO DECISÃO DO PRESIDENTE DA CÂMARA, RODRIGO MAIA. REPÓRTER MARCELLA CUNHA. TÉC: Para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, há indícios de que o Presidente Michel Temer cometeu os crimes de corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa. Janot diz haver anuência de Temer ao pagamento mensal de propina ao ex-deputado Eduardo Cunha, feito por um dos donos da JBS, Joesley Batista. No Congresso Nacional, nove pedidos de impeachment já foram apresentados. O Senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, subscreveu dois desses pedidos. Ele afirmou que ambos têm o mesmo objeto, mas a ideia é garantir que pelo menos um seja aceito pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia. (Randolfe) “Só adotamos a tática de vários pedidos porque é mais eficaz para que um desses pedidos seja aceito. O presidente da Câmara dos Deputados tem que dialogar com a sua excelência e os fatos, ouvida a delação do Sr. Joesley Batista, as outras informações sobre essa delação, que é poderosíssima, e a pressão das ruas, eu creio que inevitavelmente levará a pressão política sobre o Congresso Nacional para iniciar o processo de impeachment.” (REP) O senador Paulo Paim, do PT gaúcho, acredita que a renúncia de Temer seria a melhor solução e defende a convocação de novas eleições. (Paim) “Nós assinamos um ano e meio atrás uma proposta – foram 32 Senadores – chamando às eleições diretas, em que dizíamos nós todos que a saída é essa. Essa história de impeachment da Presidência não vai levar a lugar algum. Só vai aprofundar a crise. ” (REP) Além dos pedidos de impeachment embasados nas denúncias da JBS, outros três estão na Mesa da Câmara dos Deputados desde novembro do ano passado. Eles apresentam denúncia de crime de responsabilidade em função do processo administrativo que autorizava a construção de um edifício em área tombada de Salvador envolvendo os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Marcelo Calero. Da Rádio Senado, Marcella Cunha

TÓPICOS:
Senador Paulo Paim  Sustentabilidade  Rede  PT  Supremo Tribunal Federal  Impeachment  Política  Rodrigo Janot  Congresso Nacional  Crime de responsabilidade  Corrupção  Deputado Eduardo Cunha  Michel Temer  Amapá  Justiça  Câmara dos Deputados  História  Senador Randolfe Rodrigues  Rádio Senado  Eleições 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11