Previdência

Paim deve apresentar pedido para abertura de CPI da Previdência

02:08Paim deve apresentar pedido para abertura de CPI da Previdência

Transcrição LOC: SENADOR PAULO PAIM DEVE APRESENTAR NESTA TERÇA-FEIRA UM PEDIDO PARA A ABERTURA DE CPI DA PREVIDÊNCIA COM QUARENTA E SEIS ASSINATURAS. LOC: GOVERNISTAS DESCARTAM BOICOTAR AS INVESTIGAÇÕES. MAS ALEGAM QUE NÃO HÁ NECESSIDADE DE UMA COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO, JÁ QUE O SENADO AINDA DISCUTIRÁ A REFORMA PREVIDENCIÁRIA. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN. TÉC: Para evitar o arquivamento do pedido de instalação da CPI da Previdência pela retirada, na última hora, de assinaturas, o senador Paulo Paim, do PT gaúcho, preferiu esperar para obter uma margem de segurança. Além das 27 exigidas, o petista conseguiu outras 19 num total de 46. Ao confirmar a entrega do requerimento nesta terça-feira, ele afirmou que a CPI terá o objetivo de contestar a necessidade das mudanças nas regras da aposentadoria. Paulo Paim citou que há R$ 426 bilhões em dívidas prontas para serem executadas, além de R$ 1,8 trilhão de empresas que não pagam o INSS e outros R$ 100 bilhões de empregadores que descontaram a contribuição dos trabalhadores, mas não repassaram o dinheiro para a Previdência. (Paim) É isso tudo que quero ver. Quem rouba, quem sonega, quem tira do trabalhador na apropriação indébita, onde estão as anistias indevidas? Por que abrem mão de contribuições sobre faturamento sobre lucro, PIS, Pasep. 20% do empregador e 11% do trabalhador, onde está todo esse dinheiro? Se os números que apresentamos dá R$ 50 bilhões por ano de superávit? REP: O vice-líder do governo, senador José Medeiros, do PSD de Mato Grosso, não considera necessária a CPI da Previdência. (Medeiros_CPI) Com os órgãos, não há necessidade de abertura agora de uma abertura de CPI. Vejo que não há dificuldade deste governo de se investigar nada. REP: Já o senador Flexa Ribeiro, do PSDB do Pará, declarou que o Palácio do Planalto não deverá inviabilizar a CPI diante das assinaturas de parlamentares do governo. (Flexa) O senador Paim colheu as 46 assinaturas. Ele encaminhará à Mesa. A Mesa fará a conferência das assinaturas. Se estiver tudo nos conformes, o presidente vai instalar a CPI e pedir que os líderes dos partidos façam as indicações dos membros. É um caminho natural que isso vai percorrer. REP: Os governistas ainda argumentam que ao votarem no Senado a Reforma da Previdência discutirão todos esses números que podem ser revisados por uma eventual CPI. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11