Conselho de Ética

João Alberto Souza diz que dará andamento ao processo contra Aécio Neves

01:53João Alberto Souza diz que dará andamento ao processo contra Aécio Neves

Transcrição LOC: SENADOR, QUE DEVERÁ SER REELEITO PARA A PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE ÉTICA, DIZ QUE DARÁ ANDAMENTO AO PROCESSO CONTRA AÉCIO NEVES. LOC: AUTOR DA DENÚNCIA COBRA INSTALAÇÃO DA COMISSÃO, COMO INFORMA A REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN. TÉC: O senador João Alberto Souza, do PMDB do Maranhão, disse que o partido vai indicá-lo novamente para a presidência do Conselho de Ética. Ele afirmou que faltam algumas nomeações partidárias para que a Comissão possa ser instalada. Questionado sobre a representação da Rede Sustentabilidade e do PSOL contra o senador Aécio Neves, do PSDB de Minas Gerais, João Alberto disse que depois de confirmado na presidência vai analisar os documentos para decidir se abre ou não um processo de cassação. (João_Aécio) Vamos ver quais os documentos juntados. Eu sempre tenho que declarado que não aceito recorte de jornal nem recorte de revista porque o Conselho é instado. A revista qualquer um escreve, jornal qualquer um escreve. Tenho que ver documentos anexados. Se houver, aí sim, eu aceitarei. Primeiro, sorteio um relator, e depois é instaurado o processo. REP: Um dos autores do pedido, senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, afirmou que Aécio Neves teria cometido os crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e obstrução de justiça com base na gravação em que aparece pedindo dinheiro para um dos donos da JBS. Randolfe Rodrigues já cobrou as indicações partidárias pendentes para o processo ser instaurado. (Randolfe) Espero agora o comprimento Regimento Interno. Não pode uma Comissão ficar sem funcionamento. Obviamente que os líderes que ainda não indicaram seus representantes pra o Conselho de Ética devem fazê-lo imediatamente. E o presidente da Casa recebendo a representação deve despachá-la para o Conselho de Ética para que ele seja instalado e instaure o procedimento. REP: Por meio de nota, Aécio Neves alegou que o repasse do dinheiro se refere a um empréstimo de recursos lícitos pedido ao empresário na condição de pessoa física que seria destinado ao pagamento de um advogado e ressarcido com a venda de um imóvel. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Regimento Interno  PSDB  Senador Aécio Neves  Sustentabilidade  Senador João Alberto Souza  Amapá  Maranhão  Minas Gerais  Corrupção  Rede  Lavagem de Dinheiro  Justiça  Senador Randolfe Rodrigues  Rádio Senado  Conselho de Ética  PMDB 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11