Jorge Viana lamenta crise financeira nas universidades

Da Redação e Da Rádio Senado | 13/09/2017, 17h48 - ATUALIZADO EM 13/09/2017, 17h52

O senador Jorge Viana (PT-AC), afirmou que o caos está se instalando no ensino superior brasileiro. Segundo ele, o orçamento para o Ministério da Educação passou de R$ 16 bilhões para R$ 100 bilhões no governo Lula, chegando a 6% do PIB. Já no governo Temer o orçamento do MEC teve um corte de R$ 4 bilhões de reais, atingindo diretamente as instituições públicas de ensino superior.

Viana citou sua experiência como ex-prefeito e ex-governador para afirmar que um gestor deve gastar melhor os recursos de que dispõe e não realizar cortes lineares, como é o caso do congelamento de gastos por 20 anos, em vigor no Brasil. De acordo com o senador, o dinheiro das universidades acabou no meio do ano.

Jorge Viana lamentou a situação das universidades particulares acrianas, que perderam recursos do FIES, do Instituto Federal do Acre, que poderá fechar cursos, e também da Universidade Federal do Acre.

— Eu tenho muito respeito pela comunidade universitária, são 12 mil alunos na Universidade Federal do Acre, pelo corpo de professores, e faço esse apelo. O senador Cristovam [Buarque] fez o dele e eu faço o meu. O Ministério da Educação não tem o direito de se calar e de trabalhar para fechar as casas de ensino superior do Brasil.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)