Para Vanessa, solução da crise política são eleições diretas imediatas

Da Redação | 18/05/2017, 13h08 - ATUALIZADO EM 18/05/2017, 14h03

"Não há outra saída para o Brasil que não seja através das eleições diretas", afirmou nesta quinta-feira (18) a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), ao defender a alteração do dispositivo constitucional que prevê a realização de eleição indireta para presidente da República, no caso de impedimento do titular do cargo e do vice nos dois últimos anos do período presidencial.

Ao comentar a delação dos executivos da J&F, dona do Friboi, a senadora disse que o noticiário da última quarta-feira (17) mostrou que "a casa caiu". Por isso, segundo Vanessa, somente uma eleição direta poderá dar legitimidade ao futuro chefe do Executivo.

– Eleições diretas, já! Aí podem dizer: "Mas a Constituição da República prevê eleição indireta!" Mudemos a Constituição da República, porque o primeiro princípio, o princípio fundamental da Constituição, é o zelo pela democracia. E a democracia, hoje, não pede, a democracia exige eleições diretas para a Presidência da República. É disso o que o nosso Brasil precisa – acrescentou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)