Vaquejada e Banda Larga são os temas do nº 31 da revista 'Em discussão!'

Da Redação | 20/04/2017, 18h02 - ATUALIZADO EM 20/04/2017, 18h15

A vaquejada apenas faria a trajetória das tradições que se atualizam econômica e tecnologicamente, não tivesse topado com a forte oposição de grupos típicos da nova safra de vanguardas políticas. Num país ainda bastante ligado à produção rural, a prática passou a encontrar resistências. Defensores de animais têm conseguido interferir em competições que evoluíram do manejo do gado no sertão nordestino, a ponto de os organizadores determinarem o uso de uma cauda artificial com o objetivo de amenizar os danos aos bois.


Depois de decisão do Supremo Tribunal Federal que proibiu a vaquejada, os partidários do esporte iniciaram uma estratégia política, visando a aprovação de leis e mudanças na Constituição para descaracterizar a prática como violenta. Ao contrário, afirmam vaqueiros, criadores e parlamentares favoráveis à causa: a vaquejada respeita os limites dos bois, além de ser parte importante da vida cultural e econômica, não só do Nordeste, mas de outras regiões.

É sobre essa polêmica que a equipe da revista Em Discussão!, do Senado Federal, se debruçou para levar aos leitores, como tema de capa, um relato amplo do ambiente em que se trava o debate em torno da derrubada de bois: arenas que reúnem milhares de pessoas, não apenas para ver as vaquejadas, mas para participar de leilões de cavalos e assistir mega shows.

Fazemos também um apanhado da controvérsia política e jurídica e avaliamos a questão no campo da preservação do patrimônio cultural, além de analisar os projetos já aprovados ou em via de serem votados pela Senado.

Banda Larga

O segundo tema deste número da revista tem igualmente gerado muita disputa: trata-se do conflito entre consumidores e as operadoras de telefonia a respeito da banda larga fixa. Desde que, no ano passado, aventou-se a hipótese de as operadoras poderem limitar, ou até cortar, o fluxo de dados dos assinantes que tivessem atingido o volume contratado, o assunto ferveu, mas acaba de ter um desfecho. O Plenário do Senado aprovou projeto que veda às operadoras interromper a disponibilização de dados, a não ser por falta de pagamento das contas. A matéria agora será examinada pela Câmara dos Deputados.

Acordo de Paris

A revista Em Discussão! Traz ainda uma resenha sobre trabalho da Consultoria Legislativa que aponta caminhos para o Brasil cumprir o Acordo de Paris, documento por meio do qual um grande número de países se compromete a diminuir as emissões de gases de efeito estufa como forma de contribuir para diminuir o aquecimento global.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: