Romário pede ajuda para salvar UERJ

Da Redação | 20/04/2017, 13h44 - ATUALIZADO EM 20/04/2017, 14h12

Em discurso nesta quinta-feira (20), o senador Romário (PSB-RJ) pediu socorro ao governo federal e ao governador do estado, Luiz Fernando Pezão, em nome da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), que vem enfrentando verdadeiro desmonte, sem recursos orçamentários, e levando consigo décadas de pesquisas.

Os salários dos professores estão atrasados desde março, o 13º salário de 2016 dos funcionários não foi pago, obrigando-os a vender patrimônio ou se endividar com empréstimos. Os estudantes carentes estão sem receber bolsa-permanência, colocando em risco os estudos e a vaga na instituição, e nem mesmo o bandejão, restaurante com preços subsidiados que serve a funcionários e alunos, está funcionando.

- Isso não pode acontecer. Eu faço um apelo ao governador Luiz Fernando Pezão e ao governo federal para que, juntos, encontrem uma solução para que a UERJ retome a normalidade. Entendo que o Rio de Janeiro todo está em crise, mas peço aos políticos e gestores que encontrem uma solução, ainda que temporária – afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)