Programa de visita ao Congresso Nacional é suspenso a partir desta sexta-feira

Da Redação | 20/04/2017, 19h35 - ATUALIZADO EM 20/04/2017, 20h55

O programa de visitas ao Congresso Nacional será suspenso a partir desta sexta-feira (21). Tanto a visitação espontânea quanto os grupos agendados para a próxima semana também foram cancelados. O motivo é a possibilidade de manifestações que estariam sendo organizadas por meio das redes sociais na internet. A previsão é que o programa seja retomado na primeira semana de maio.

De acordo com o policial legislativo Edson Jorge da Cruz Coelho, chefe do Serviço de Policiamento Interno do Senado, a medida é preventiva para minimizar possíveis confrontos, inclusive no feriado.

— Essa é uma ação que a polícia faz em certas situações para evitar problemas. Nós teremos as comemorações do aniversário de Brasília, e pode haver manifestações. Como há a greve dos vigilantes e nós não sabemos se eles vão trabalhar, achamos melhor paralisar. Eles são essenciais para a visitação, porque são eles quem fazem a triagem das pessoas que entram. Sem eles, ficaria inviável — explicou.

Sobre a Visitação

As visitas ao Congresso são gratuitas, abertas a toda a população e podem ser feitas todos os dias, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das 8h30 às 17h30, com início a cada meia hora. Para visitar o Congresso às terças, quartas ou quintas-feiras, é necessário agendamento prévio, com exceção do período de recesso parlamentar.

Os grupos saem do Salão Negro (acesso pela Chapelaria, de segunda a sexta-feira, e pela rampa principal do Palácio do Congresso, nos fins de semana e feriados). A visita, com duração aproximada de 50 minutos, é organizada conjuntamente pelas equipes de Relações Públicas do Senado e da Câmara dos Deputados.

Outras informações podem ser obtidas em www.congressonacional.leg.br/visite.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Congresso Nacional