Congresso deve rever foro privilegiado, diz Ana Amélia

Da Redação | 17/02/2017, 11h39 - ATUALIZADO EM 17/02/2017, 11h51

Em pronunciamento nesta sexta-feira (17), a senadora Ana Amélia (PP-RS) disse que está na hora de o Congresso analisar uma proposta que mude as normas do foro privilegiado. Ela manifestou apoio à posição defendida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, para quem deputados, senadores e ministros deveriam ter foro privilegiado apenas para os crimes cometidos durante o exercício do mandato.

A proposta foi defendida por Barroso em um despacho enviado ao plenário do Supremo. Para Ana Amélia, que já defendeu o fim do foro privilegiado em todos os casos, a ideia de Barroso se apresenta como “um caminho equilibrado entre a impunidade e a responsabilidade na hora aguda”.

— Nós temos que entender essa linha de interpretação de como devemos fazer o foro privilegiado caráter excepcional, limitando-se especificamente aos crimes que foram cometidos durante o mandato de políticos e que dizem respeito estritamente ao desempenho daquele cargo — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)