Regina Sousa chama atenção para necessidade de discussão da condição feminina no Brasil

Da Redação e Da Rádio Senado | 10/03/2016, 18h55 - ATUALIZADO EM 10/03/2016, 19h05

A senadora Regina Sousa (PT-PI) considera de grande importância a discussão sobre a condição feminina no Brasil, principalmente de modo a enfrentar a violência contra as mulheres. Ela citou estatísticas segundo as quais desde 1980 foram assassinadas 105 mil mulheres no Brasil, o que torna o país um dos mais arriscados para a população feminina. Além disso, segundo Regina Sousa, o aumento da taxa de homicídios de mulheres negras revela uma “aliança cruel” entre racismo e machismo no Brasil.

A senadora destacou o avanço da rede de serviços do governo federal para as mulheres em situação vulnerável, mas lamentou que os estados e municípios não consigam executar esforços semelhantes por limitações orçamentárias. Para Regina Sousa, a educação sobre igualdade de gênero nas escolas é uma necessidade para o exercício da democracia, ainda que, em sua avaliação, os esforços nesse sentido estejam sendo “mutilados”.

- O termo 'gênero' surgiu justamente para entendermos e respondermos à desigualdade, que tem sua raiz no machismo e no patriarcado. Desconstruir essa cultura por meio de educação não-sexista é mais um desafio que temos que enfrentar - afirmou a senadora.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senadora Regina Sousa

Senado Agora
10h11 Impeachment: O advogado da defesa José Eduardo Cardozo pediu a mudança de status da testemunha Ricardo Lodi para depor como informante. Segundo explicou, ele atuou como assistente da perícia.
10h07 Impeachment: José Eduardo Cardozo informou que dispensará a testemunha Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento, para não expô-la a constrangimentos, uma vez que senadores que apoiam o impeachment anunciaram que pedirão a sua suspeição.
09h58 Impeachment: Gleisi Hoffmann disse que o auditor teria confessado que ajudou o procurador do MP junto ao TCU Júlio Marcelo a redigir a representação pela rejeição das contas de Dilma Rousseff.
Ver todas ›