Ana Amélia exalta trabalho de mulheres e pede benefícios às que cuidam de idosos e crianças

Da Redação e Da Rádio Senado | 08/03/2016, 16h24 - ATUALIZADO EM 10/03/2016, 17h25

Ao saudar o Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira (8), a senadora Ana Amélia (PP-RS) destacou a importância histórica de brasileiras como princesa Isabel, Carmem Miranda, Chiquinha Gonzaga, Zilda Arns e a religiosa irmã Dulce. Ela exaltou especialmente as mulheres humildes, que anonimamente ajudam o país, destacando principalmente as que atuam como cuidadoras de crianças e idosos, seja de pessoas da própria família ou não.

Ana Amélia disse que as brasileiras que cuidam de crianças, idosos ou pessoas doentes sejam incluídas na campanha nacional de vacinação contra a gripe.

— Apesar de as campanhas anuais de vacinação incluírem idosos, crianças com menos de 5 anos, gestantes, portadores de doenças crônicas, profissionais de saúde, indígenas e presidiários, não incluem quem cuida dessas pessoas, como babás, atendentes de berçários, de creches e de escolas, cuidadores de idosos e de portadores de doenças crônicas de qualquer idade. Essas mulheres não têm acesso livre à vacina.

Ana Amélia ainda lamentou que as mulheres sejam as mais afetadas pelo desemprego.

Câncer

Ela também reforçou apelo pela rápida liberação do medicamento fosfoetanolamina, conhecida como a “pílula do câncer”.

Ela contou que recebeu apelo nesse sentido de um paciente com câncer de 33 anos na cidade gaúcha de Antonio Prado. Os remédios que ele toma já não servem mais e a fosfoetanolamina pode ser, para ele e outros brasileiros, a última chance de cura, comentou a senadora.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)