Wilder Morais critica inoperância do governo Dilma em políticas de segurança pública

Da Redação e Da Rádio Senado | 03/03/2016, 19h32 - ATUALIZADO EM 03/03/2016, 20h15

O senador Wilder Morais (PP-GO) comemorou os resultados positivos do governo de seu estado no combate ao crime, mas criticou a “inoperância” do Ministério da Justiça e da presidente Dilma Rousseff em políticas de segurança pública.

Segundo o senador, os estados estão sozinhos no enfrentamento do crime, incluindo o organizado, situação que considera agravada por uma legislação “frouxa” que não consegue manter criminosos presos. Wilder Morais lamentou que a presidente Dilma esteja mais preocupada em “salvar a própria pele” do que em aumentar a segurança do povo.

- Enquanto o governo federal continua inerte, fazendo de conta que administra, os corpos se multiplicam no asfalto. Enquanto o Congresso Nacional vira as costas para o sofrimento do povo, os marginais tomam conta das cidades e do campo - protestou o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h11 Impeachment: O advogado da defesa José Eduardo Cardozo pediu a mudança de status da testemunha Ricardo Lodi para depor como informante. Segundo explicou, ele atuou como assistente da perícia.
10h07 Impeachment: José Eduardo Cardozo informou que dispensará a testemunha Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento, para não expô-la a constrangimentos, uma vez que senadores que apoiam o impeachment anunciaram que pedirão a sua suspeição.
09h58 Impeachment: Gleisi Hoffmann disse que o auditor teria confessado que ajudou o procurador do MP junto ao TCU Júlio Marcelo a redigir a representação pela rejeição das contas de Dilma Rousseff.
Ver todas ›