Aprovado projeto que obriga fabricante a identificar peças de automóveis e motos

Da Redação | 02/03/2016, 12h02 - ATUALIZADO EM 03/03/2016, 14h48

Fabricantes e importadores de automóveis e motocicletas poderão passar a ser obrigados a fornecer aos consumidores lista com nome e código de referência das principais peças desses veículos.

Projeto com esse objetivo foi aprovado nesta quarta-feira (2) na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) e pode ir diretamente à Câmara dos Deputados, se não for apresentado recurso para votação no Plenário do Senado.

O projeto (PLS 125/2010), conforme seu autor, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), visa acabar com o monopólio das concessionárias credenciadas no fornecimento de peças. Para o parlamentar, essa tem sido uma prática abusiva e que fere o Código de Defesa do Consumidor.

O texto aprovado estabelece que a informação sobre as peças poderá ser divulgada por qualquer meio e não apenas na versão impressa do manual do veículo.

O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) modificou seu relatório para acolher emenda proposta por Blairo Maggi (PR-MT), restringindo a obrigação de identificar peças de automóveis e motocicletas, e não de veículos de forma geral, como constava no texto original.

Também foi retirada do projeto a exigência de indicação da marca das peças.

— É pertinente a retirada da marca na relação das peças, pois são vários os fabricantes que produzem a mesma peça — explicou Raupp.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
11h00 Empréstimo: a CAE aprovou autorização para o município de Salvador e o estado da Bahia contratarem empréstimo de US$ 52,5 milhões com o BID. A operação, que será agora examinada pelo Plenário, visa estimular o turismo na capital baiana.
10h23 Banco Central: o presidente da CAE, senador Tasso Jereissati, anunciou a realização de audiência pública em 4 de abril com a presença do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, para um balanço da política monetária.
10h19 CAE: o senador Tasso Jereissati abriu a reunião deliberativa da Comissão de Assuntos Econômicos com 16 itens na pauta. O primeiro é uma operação de crédito externo de US$ 52,5 milhões para a prefeitura de Salvador e o estado da Bahia.
Ver todas ›