Fátima Bezerra lamenta aprovação do projeto que desobriga Petrobras da exploração do pré-sal

Da Redação | 24/02/2016, 22h48 - ATUALIZADO EM 24/02/2016, 23h36

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) declarou tristeza e indignação pela aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 131/2015, nesta quarta-feira (24). O texto, do senador José Serra (PSDB-SP), revogou a participação obrigatória da Petrobras na exploração do petróleo da camada pré-sal. Para valer, a mudança ainda precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados.

Para a senadora, o projeto é “entreguista” e fragiliza a Petrobras usando como pretexto as irregularidades que resultaram na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Na opinião da senadora, a aprovação do texto é um desserviço ao Brasil.

- A aprovação do projeto significará e significa um dos maiores retrocessos do ponto de vista dos interesses nacionais, do ponto de vista dos legítimos interesses do povo brasileiro – lamentou.

A senadora disse que o único conforto é saber que a bancada do seu partido, o PT, votou de acordo com os interesses do país e não colocou a sua digital no projeto. Para ela, a batalha não terminou e ainda pode ser revertida na Câmara, com a ajuda da mobilização de movimentos sociais que respeitam a Petrobras e o povo brasileiro.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senadora Fátima Bezerra

Senado Agora
12h05 Sabatina de Moraes: O relator da indicação de Alexandre de Moraes para o STF, senador Eduardo Braga, utiliza perguntas de cidadãos formuladas pelo portal e-Cidadania para embasar a sabatina.
11h06 Sabatina de Moraes: após as questões de ordem dos membros da CCJ, tem início neste momento a sabatina de Alexandre de Moraes. O indicado tem a palavra inicialmente para um pronunciamento, e em seguida será questionado pelos senadores.
11h02 Sabatina de Moraes: o presidente da CCJ, Edison Lobão, indeferiu a questão de ordem de Gleisi Hoffmann. Após recurso, o plenário da comissão manteve a decisão de Lobão.
Ver todas ›