Vanessa Grazziotin defende fundo privado gerido pelo TSE para financiar eleições

14/07/2017, 19h09 - ATUALIZADO EM 14/07/2017, 19h37

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB–AM) acredita que depois da reforma trabalhista, a da Previdência deverá ser prioridade para a bancada governista no segundo semestre. Mas isso, só depois de definição das regras eleitorais. Ela disse que em agosto e setembro a prioridade na pauta de votações do Congresso deve ser a reforma política, com destaque para o financiamento de campanha. Para valer para as eleições de outubro de 2018, as alterações na legislação eleitoral têm que ser feitas um ano antes. Em entrevista ao programa Senado em Revista, da Rádio Senado, Vanessa Grazziotin defendeu uma fórmula nova para financiar as campanhas eleitorais. No lugar de recursos públicos, a senadora defende doação empresarial para um fundo gerido pelo Tribunal Superior Eleitoral com a possibilidade de isenção fiscal pelas empresas dos recursos doados para as campanhas. a entrevista é de Hérica Christian, da Rádio Senado.



Opções: Download