'Carteirada' é um dos alvos do projeto do abuso de autoridade, diz Requião

20/04/2017, 09h35 - ATUALIZADO EM 20/04/2017, 09h40

Relator do projeto que aumenta as penas para os crimes de abuso de autoridade, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) explicou, em entrevista à Rádio Senado, as principais mudanças no texto que pode ser votado na próxima quarta-feira (26) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O relatório tem como base as sugestões apresentadas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e dois projetos do Senado: o PLS 85/2017, do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e parte do PLS 280/2016, do senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Requião disse à jornalista Hérica Christian que a proposta combate, por exemplo, a "carteirada", quando uma autoridade se vale da sua posição para obter alguma vantagem, como furar uma fila. Ouça a entrevista:



Opções: Download


Senado Agora
17h14 Acordo internacional: Plenário aprova PDS 112/2017, que ratifica texto do acordo-quadro entre o Brasil e o Reino da Suécia sobre Cooperação em Matéria de Defesa, assinado em Estocolmo, em 3 de abril de 2014.
17h12 Justiça Eleitoral: Passou pela quarta sessão de discussão, em primeiro turno, em Plenário, a PEC 4/2017, que proíbe a posse na Justiça Eleitoral de quem teve filiação partidária nos dois anos anteriores ao início do exercício da função.
17h10 Ordem do Dia: senadores fazem segunda sessão de discussão, em segundo turno, da PEC 77/2015, que cria o Simples Municipal, para prestação de contas simplificadas para os municípios de menor porte.
Ver todas ›