CAS irá analisar critérios para cotas para pessoas com deficiência em empresas

13/01/2016, 18h11

O projeto de lei do Senado PLS 285/2015, de autoria do senador Blairo Maggi (PMDB-MT) prevê que empresas com 15 ou mais empregados tenham cotas de, no mínimo, 1% para beneficiários reabilitados e pessoas com deficiência nas filiais. O critério para o percentual, que varia entre 1% e 5%, é o número de contratados em cada estabelecimento. O projeto será analisado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) a partir de fevereiro. Mais detalhes você ouve com o repórter da Rádio Senado Hebert Madeira.



Opções: Download


Senado Agora
01h14 Destaques da LDO: Rejeitado o quarto destaque, que buscava retirar da LDO a previsão de limitar as despesas primárias da União em 2017 aos gastos deste ano, corrigidos pela inflação oficial (IPCA). Com isso, o quinto destaque ficou prejudicado.
01h06 Destaques da LDO: Renan também declarou prejudicados dois destaques por já terem sido acolhidos pelo relator, senador Wellington Fagundes, durante a votação do texto na CMO. Com isso, os destaques de bancada passaram a ser seis.
01h04 Destaques da LDO: O segundo destaque, que buscava retirar a meta fiscal de R$ 139 bilhões de déficit do governo federal, foi declarado prejudicado pelo presidente da Mesa do Congresso, Renan Calheiros.
Ver todas ›