19/05/2017
Punição para quem expuser imagem de cadáver na internet
Maioria concorda com aumento de pena para quem publicar fotos e vídeos de cadáver na internet

Internautas que participaram da última enquete do DataSenado manifestaram apoio ao projeto de lei PLS 436/2015, que altera o Código Penal para punir com maior rigor aqueles que praticarem o crime de vilipêndio (desrespeito) a cadáver na internet. Mais de 70% concordam que quem expuser fotos ou vídeos de cadáver na internet, redes sociais ou similares deve ser punido com uma pena maior.

Hoje, o Código Penal prevê detenção de um a três anos para o crime de vilipêndio. O projeto propõe elevar a pena em um a dois terços para quem utilizar a internet para a prática desse tipo penal.  Ao serem questionados sobre esse aumento, quase metade dos internautas concordaram com a proposta, e outros 39% responderam que o aumento da pena deveria ser ainda maior.

A enquete também avaliou a opinião dos respondentes sobre o quanto o PLS 436/2015 poderia ajudar na redução do crime. Para 72%, aumentar a pena para quem divulgar fotos ou vídeos de cadáver na internet vai ajudar muito na redução desse tipo de conduta, enquanto dois em cada dez acreditam que vai ajudar pouco.

A enquete, realizada em parceria com a Agência Senado, ficou disponível no portal do Senado na internet entre os dias 17 de abril e 15 de maio. Nesse período, foram recebidas 674 respostas.

Os resultados refletem a opinião dos que participaram da enquete no portal do Senado Federal. Os números não representam a opinião da totalidade da população brasileira.